quinta-feira, 7 de julho de 2016

Aceitação

"Se te procuro não te alcanço,
e não irei.
É cada vez maior, cada vez mais longe.
E esse largo passo se deu a uma larga distância,
uma não comunicação,
um estar preso em si.
Que por mais que te encontro,
não te alcanço.
Até se grito aos ventos,
se sou serena ou me calo.
Qual lugar estamos no mundo?
Existimos em atmosferas opostas.
E ainda assim já cristalizado,
existires em mim.
Canso e vou embora,
mas volto, e vou embora, e volto.
Sabendo que depois daqui
não haverá mais ninguém.
Me calo, nesse caos
aprendi a ser,
E não se ouve,
só em mim se faz.
Por mais que fale
não te alcanço."

(escrito por mim - 07/07/16 - ás 01:12)

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.