domingo, 10 de julho de 2016

Detalhes

Me despeço a você e me despido se quiseres.
Sei o que guardo aqui, e é de tremendo tamanho que ninguém merece.
Ninguém tem essa importância, essa honra.
Se fazem sem sal nesse tão pouco em ser.
Desinteresse me aperta, enquanto meus ouvidos zumbem alto e fino e mal consigo acompanhar as batidas densas do meu coração.
Me despeço a você como se já não mais tivesse essa importância.
E vou assim sendo pouco mais.
E querendo um pouco menos.

(escrito por mim em uma segunda de Maio dia 16 de 2016 ás 23:38)


Na verdade não sei bem o que me fez escrever esse texto. 
Creio que tenha sido feito na intenção de um auto firmar-se, ou algo assim.
Quando o li, achei estranho por não me considerar tão brilhante assim a ponto de ninguém merecer, ou de não me merecer a nada, por isso resolvi posta-lo.
 A intriga que esse texto causou me fez gostar dele.
Segue com algumas fotos que tirei hoje.







Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.