quarta-feira, 24 de agosto de 2016

Expressar-se para não cair no Subentendido (?)

Creio que a humanidade tem um pé colado no cimento impossibilitando-a de caminhar ainda mais.
E esse impasse chama-se a falta de expressar-se ao falar.
Existem muitos argumentos e palavras hoje, mas soltas ao esperado e óbvio pouco fazem.
Somos vivos, presentes em nós, e a todo momento somos bombardeados com o 'sentir' (aclamado por mim), mas somos medrosos e mimados, queremos ser adivinhados, descobertos.
Tudo se esconde e é jogado a indiferença quando nada se fala, as vezes vai morrendo o real motivo da questão e perdemos assim possíveis ocasiões que viriam a ser prazerosas por não conseguir se expressar por medo do conflito que poderá gerar.
Mas cá entre nós, qual conflito maior que o silêncio quando em si algo ainda fala?


Ele faz a situação não ter vez, faz partirmos dos nossos próprios princípios e verdades, e precisamos de visões diferentes para filtrar delas a nossa visão.
O expressar-se é liberto, então, tendo a consciência que tudo trará consequências por que não falar?
Acredito que esse expressar também é um processo, ainda mais aos enraizados em suas verdades,ou nos que não se percebem. Precisa ser estimulado, trabalhado, até que se desfaça desse não poder ser.
Tentar é começar a tirar o pé do cimento.
Eu particularmente caio no vazio do outro, fato doído pois gosto de ouvi-lo, mesmo se ruim.
Começar a se questionar é dar voz para os sentires, para que os mesmos não se percam no meio do caminho já confuso.
Ninguém vai te adivinhar. E silêncio nunca acalma situações que ainda permanecem abertas, só as obrigam a parar.
Gaste suas palavras até que enfim sem ter mais o que dizer, por não caber mais, elas se calam e as coisas caminham ao seu devido lugar.

Créditos a essa imagem maravilhosa que não achei o artista.

De todas as ideias essa é uma das minhas verdades passageiras.
Isso não é certeza de melhorias, mas enxergo como tentativas.
É isso por hoje!
Bye bye

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.