terça-feira, 13 de dezembro de 2016

Coloque a pedra.

Sinto como se estivesse de baixo d'água.
Uma sensação semelhante ao estar boiando em meio a vida que corre e dissolve rápida demais, mas ali permanece calma.
E eu rogando a mim mesma, o que é, é. O que foi, foi. Eu aceito.
Estou bem com a minha melancolia, pois é simples e além da angustia da culpa.
Minhas mãos alcançaram onde cabiam. Meus braços abraçaram o que deveria. E é só.
Sinto-me limpa, longe, crua e nova.
Deitada em meio ao rio da vida sentindo pela primeira vez a calmaria em poder ser Amanda,ser o que quiser, e onde quiser.
Uma que pertence ao que constrói, não mais ao que se desgastou.
Encontrando a liberdade do deixar ir, encontrando-se em paz.
A vida hai de ser mais...
(escrito hoje 12 de Dezembro de 16)

E é isso.
Bye Bye!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.